Rotary Club de Montemor-o-Velho assina parceria com várias entidades da região

Rotary Club de Montemor-o-Velho assina parceria com várias entidades da região

A Câmara de Montemor-o-Velho, a Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Baixo Mondego, a Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e do Mondego (AD ELO), a Associação Fernão Mendes Pinto (AFMP), a Escola Superior de Educação de Coimbra do Instituto Politécnico de Coimbra e o Rotary Club de Montemor-o-Velho assinaram,no dia 16 de março, um acordo de parceria para “Inovar Montemor-o-Velho”. Trata-se de um concurso de ideias que pretende potenciar a competitividade local e atribuir valor económico aos recursos endógenos do concelho de Montemor-o-Velho, através de iniciativas empresariais inovadoras e diferenciadas nas áreas da agricultura, cultura, desporto, ecologia, lazer e turismo.

“Este é um excelente exemplo de que, trabalhando em conjunto, podemos fazer mais e melhor”, afirmou Emílio Torrão, após a assinatura do acordo de parceria. Recordando a história por detrás do projeto, o edil montemorense lembrou que a ideia surgiu, aquando do centenário da Caixa de Crédito Agrícola Mútuo do Baixo Mondego (CCAMBM), com “o eng.º Cachulo a disponibilizar-se para promover, juntamente com a Autarquia, um concurso de ideias. Percebemos, então, que este projeto necessitava de envolver um conjunto mais alargado de parceiros para ter maior sucesso” e “hoje vamos iniciar esta parceria e percorrer um caminho mais formal que possibilite, muito em breve, lançar o projeto e trazer para Montemor-o-Velho empreendedores e ideias que germinem e deem frutos”.

António Cachulo da Trindade acredita que este é um “projeto pioneiro, que vem dinamizar este nosso concelho”, e que conta com a CCAMBM, “como entidade financeira do concelho, conjuntamente com a Câmara, em paridade, para tornar este projeto (monetariamente) ainda mais apetecível”. Recorde-se que ideia vencedora terá um prémio monetário de 10 mil euros, sujeito a materialização / execução do projeto.

“Isto poderá ser a primeira pedrada no charco da nossa economia local”, referiu, na ocasião, o presidente da AFMP que entra no projeto na qualidade de Entidade Local Executora das Ações do Projeto iMontemor 3G (Programa CLDS 3G).

Já a AD ELO, na qualidade de Entidade Coordenadora Local da Parceria, “tem a porta aberta para dar apoio a boas ideias, empreendedoras, que criem emprego no concelho”, garantiu Mário Fidalgo. Apoio disponibilizado também pela ESEC e pelo Rotary Club de Montemor-o-Velho. “Não vamos valorizar só o empreendedorismo que existe no concelho, mas trazer empreendedores para Montemor”, concluiu Mónica Sousa, presidente do Rotary Club montemorense.

Comentários