Os antigos alunos do Intercâmbios de Jovens do Rotary ajudam através do Rotex

Os antigos alunos do Intercâmbios de Jovens do Rotary ajudam através do Rotex

Por Sophie Richter, estudante do intercâmbio de jovens do Rotary 2012-13

Como estudante do programa de Intercâmbio de Jovens do Rotary, passei um ano na Tailândia. Esta experiência mudou a minha vida e a minha visão do mundo. Quando voltei para a Alemanha, queria dar algo de volta ao Rotary por me sentir incrivelmente agradecida por me terem dado aquela oportunidade. Entrar para um clube Rotex do nosso distrito foi a minha maneira de fazer isso.

Um clube Rotex é um grupo organizado de antigos alunos do programa de Intercâmbio de Jovens que permanecem envolvidos no Rotary ao trabalhar em estreita colaboração com os rotários no seu distrito. O nosso Rotex no Distrito 1800 foi fundado em 1989 e tem cerca de 80 membros ativos. Organizamos cerca de seis fins de semana por ano para estudantes de intercâmbio que estão a entrar ou a sair.

Nove países em três semanas

Um fim de semana especial é a nossa orientação para estudantes que vão começar o programa, onde preparamos os alunos para a sua experiência no estrangeiro com diferentes workshops em que lidam com comunicação intercultural, estereótipos, vida com famílias de acolhimento, a entrada numa nova escola e outros desafios. Também preparamos um Tour pela Europa de três semanas com estudantes que chegam, que é completamente organizado e administrado por cerca de uma dúzia de membros do Rotex todos os anos. O nosso passeio aventureiro leva-nos a nove países e 14 cidades!

Nós gostamos de fazer estas atividades durante todo o ano. Mas uma tragédia no ano passado ensinou-nos que tínhamos o poder de fazer ainda mais.

Em abril de 2016, um enorme terramoto atingiu o Equador, enquanto três estudantes equatorianos estavam no programa de intercâmbio no nosso distrito. Eles não conseguiram comunicar com as suas famílias durante vários dias e passaram por um momento difícil. Infelizmente, um dos estudantes perdeu um tio no desastre. O nosso Rotex e os estudantes de intercâmbio queriam ajudar de alguma maneira. Como um dos nossos alunos explicou numa carta à cadeira de intercâmbio de jovens, “sempre que uma parte de uma família está numa situação difícil, ficamos mais juntos ainda”:

Os estudantes de intercâmbio, em cooperação com o Rotex e a equipa de Intercâmbio de Jovens, falaram com os Rotary Clubs no nosso distrito. Além de receber doações de muitos clubes, organizamos um dia de serviço. Os estudantes de intercâmbio ajudaram a fazer bolos para vender nas suas escolas, e até angariaram dinheiro na rua.

No final, conseguimos angariar mais de 20.000 euros (cerca de 23 mil dólares) para as vítimas do terramoto. Um dos alunos do Equador, Camila, escreveu mais tarde, “ver pessoas que eu conheci recentemente a mover montanhas para ajudar outros encheu o meu coração”. Foi gratificante saber que o nosso Rotex conseguiu ajudar a realizar uma tarefa tão importante para a Camila e os outros.

Um novo projeto todos os anos

Desde então, preparamos um novo projeto todos os anos. Este ano, angariamos dinheiro para uma escola na África do Sul e no Zimbábue e estivemos com um dos rotários sul-africanos com quem nos associamos na Convenção do Rotary em Atlanta. Foi tão emocionante encontrá-lo pessoalmente.

O Rotex permite-nos ficar envolvidos na nossa comunidade e ajuda-nos a fazer mais através do Rotary do que nós como indivíduos. Todos os distritos do Rotary devem incentivar os antigos alunos a dar de volta. Ao agir, o nosso Rotex está a viver os princípios do Rotary. Agora que somos oficialmente uma associação de alunos do Rotary, estamos ansiosos para ver o que o futuro vai trazer!

Comentários