165 rotários juntaram-se para uma Noite de Fados solidária

165 rotários juntaram-se para uma Noite de Fados solidária

Realizou-se no passado sábado, 7 de abril, em Braga, a Noite de Fados Rotária de 2018. Com mais de 165 pessoas presentes, e fadistas amadores cuja única condição é serem rotários(as), a receita reverte para o programa Cegueira Evitável da The Rotary Foundation.

O restaurante Serrado da Casa, em Braga, encheu-se para a 13ª Noite de fados solidária organizada pelo Distrito 1970. O evento tem como objetivo angariar dinheiro para o projeto “Cegueira Evitável”. Os animadores da noite eram todos fadistas amadores e pertenciam a um dos 91 clubes rotários do Distrito.

Segundo José Rocha, membro do Rotary Club de Esposende, e organizador do evento, “o valor angariado não esta definitivamente apurado, mas deve rondar os 2.500 euros.”

A Organização Mundial de Saúde estima que o número de cegos à escala global aumentou de 28 para 50 milhões nos últimos 30 anos.

Dois terços destes 50 milhões encontram-se na Índia, China e no continente africano. O crescimento da população nestas regiões do globo, aliado ao aumento da esperança de vida e à insuficiência de serviços oftalmológicos, tem ditado o preocupante alastramento da cegueira. Diversas investigações apontam que as pessoas com menores níveis salariais e de educação, as mulheres e as minorias étnicas são os grupos mais vulneráveis: a relação entre a pobreza e a cegueira é incontestável.

O Rotary International tem trabalhado, há anos, para contrariar esta tendência alarmante nos países em desenvolvimento através da mobilização de fundos e de médicos voluntários.

 

Comentários