RC Viana do Castelo e Grupo de Jovens das Novas Gerações realizam sonho da APPACDM de Viana do Castelo

RC Viana do Castelo e Grupo de Jovens das Novas Gerações realizam sonho da APPACDM de Viana do Castelo

“Notícias” da Fundação Rotária Portuguesa (FRP) dá continuidade à divulgação de iniciativas enquadradas no âmbito do regulamento de candidatura a projetos de apoio da FRP. Neste sentido, conversámos com António Luís Bouça Gonçalves Morais, past-presidente 2016/2017 do RC Viana do Castelo e com Carlos Nelson Ribeiro Gonçalves Teixeira, responsável pelo acompanhamento da execução do projecto e representante do clube à FRP, no mesmo ano rotário. A conversa, incidiu sobre a concretização do projecto “Criação de uma Sala TIC na APPACDM de Viana do Castelo” e como este decorreu.

A complementar a conversa os professores Luís Pedro Fornelos e Ricardo Mesquita, daquela instituição, desenvolveram um documento que contribui para perceber a forma como a acção decorreu e como os jovens se envolveram em todo o processo.

No ‘power point’ disponível através de link, nesta página, os docentes da APPACDM de Viana do Castelo, agradecem ainda à instituição, ao Rotary Club de Viana do Castelo e à Fundação Rotária Portuguesa todo o apoio que receberam.

Preparar a Sala de Aula do Futuro na APPACDM de Viana do Castelo.pdf

Notícias (N.) – Como decorreu o processo de candidatura do projecto “Criação de uma Sala TIC na APPACDM de Viana do Castelo”?
António Bouça Morais (A.B.M.) – 
Decorreu com a normalidade habitual; um compasso de espera aguardando pela decisão da Fundação Rotária Portuguesa, mas depois com pleno sucesso.

N. – Qual o alcance deste projecto enquadrado na ênfase da Alfabetização/Educação?
A.B.M. – Será muito útil e meritório pois proporcionará a pessoas diferentes melhores condições de interação com as tecnologias atuais e com o mundo.

N. – Como surgiu a ideia de criar uma Sala TIC (Tecnologias da Informação e da Comunicação) nas instalações da APPACDM de Viana do Castelo?
A.B.M. – Surgiu pelo facto de companheiros do nosso clube e jovens das nossas Novas Gerações conhecerem por dentro a realidade APPACDM e perceberem que era necessário e possível melhorar este aspeto da alfabetização/educação na instituição.

N. – Quem mais esteve envolvido nesta acção para além do RC Viana do Castelo?
A.B.M. – Além das Novas Gerações do RC Viana do Castelo e seus “tutores”, membros do clube, a direção e técnicos da instituição beneficiária envolveram-se na concretização do projeto.

N. – Qual foi a receptividade da instituição à realização do projecto promovido pelo RC Viana do Castelo?
A.B.M. – A recetividade foi a esperada: satisfação e gratidão pelo apoio.

N. – Que balanço faz agora que o projecto foi concluído?
A.B.M. – Que valeu a pena…

N. – A área da Alfabetização/Educação é prioritária para o RC Viana do Castelo ou no futuro pensam actuar noutras?
A.B.M. – Esta área estará sempre presente nos propósitos do clube; como “o futuro a Deus pertence” será em função das necessidades detetadas e capacidades disponíveis que continuaremos a desenvolver a nossa ação de serviço à comunidade.

Comentários