Juventude Rotária une-se ao Projeto de ReConstruir o Pinhal Interior Norte

Juventude Rotária une-se ao Projeto de ReConstruir o Pinhal Interior Norte

De 1 de agosto a 15 de setembro, a juventude rotária portuguesa (Rotaract e Interact dos distritos 1970 e 1960) une-se a um projeto com o objetivo de construir três casas, restaurar jardins e hortas, entregar alimentos e conversar com as famílias afetadas pelos incêndios que devastaram a região do Pinhal Interior Norte no passado mês de junho.

No dia 17 de junho deflagrou, no concelho de Pedrogão Grande, um dos mais devastadores incêndios que o nosso país já viu. O fogo, que durou vários dias, matou 64 pessoas e deixou mais de 200 feridos, para além de tudo o que destruiu pelo caminho. Agora, mais de um mês depois, é necessário reconstruir casas, jardins, empresas e tudo aquilo que foi devastado pelas chamas. São vários os projetos que têm surgido com o intuito de ajudar as pessoas mais afetadas e o Projeto ReConstruir é um deles.

O Projeto ReConstruir começou com um grupo de jovens de Pombal, que se disponibilizaram a ir para o terreno e ajudar. Com o passar do tempo mais pessoas quiseram juntar-se ao grupo, e ajudar com bens ou dinheiro. Sem capacidade para gerir esses donativos os jovens pediram ajuda ao Rotary Club de Pombal, que imediatamente aceitou associar-se ao grupo para gestão logística e dos fundos recebidos.

O Rotaract e Interact do distrito 1970 decidiram também juntar-se ao projeto, tentando angariar o maior número de voluntários para, no terreno, começarem o trabalho de reconstrução. “O objetivo é que no Natal já estejam reconstruídas três casas: uma em Pedrogão, outra em Castanheira e outra em Figueiró.”, disse Filipa Portela, Representante distrital Rotaract do Distrito 1970.

A primeira casa a ser construída é em Pedrogão Grande, e os trabalhos já estão em andamento, “esta semana já começamos a construir a primeira casa, já temos o projeto aprovado pela câmara municipal e estamos a trabalhar com arquitetos e engenheiros para que tudo seja feito corretamente.”

Para os voluntários também está a ser preparado um acampamento, perto da casa a ser reconstruída, com as condições necessárias, “vamos ter um contentor para tomarmos banho e um para fazermos as refeições”.

Durante o verão, e não só, os jovens dos dois distritos rotários portugueses vão estar no terreno a construir casas, a restaurar e plantar jardins e hortas, a entregar alimentos e outros bens de extrema necessidade. Vão também falar e dar apoio às famílias que viram de perto o fogo a consumir as suas casas.

Não é necessário fazer parte do movimento rotário para entrar neste projeto, basta preencher um formulário que está disponível na página do facebook do evento ou enviar email para secretariad1970@gmail.com. Todas as restantes informações, das condições e local de acampamento, estão disponíveis na página do facebook do evento.

 

Comentários